Rio de Janeiro, 29 de Novembro de 2022

Nossa História

Nossa História


A HISTÓRIA DE ALCOÓLIMOS NO RIO DE JANEIRO

Em 1946, em Chicago (EUA), o publicitá- rio norte-americano Herb D., de 42 anos, membro de A.A. sóbrio há três anos, assina contrato para dirigir a filial de uma agência de publicidade no Rio de Janeiro, por três anos.

Em junho daquele ano Herb chega ao Rio, ao lado de sua esposa Elizabeth, que diferente do marido, conhecia bem o nosso idioma. Herb trazia o contato de outros membros estrangeiros para tentar  criar um grupo de A.A., o qual viria a chamar-se “A.A. Rio de Janeiro Nucleous” ou “Os Desidrata- dos de Herb”.

Por alguns meses, as reuniões eram às segundas-feiras, numa sala do recém-inaugurado prédio da ABI-Associação Brasileira de Imprensa, no Centro do Rio de Janeiro, por iniciativa do jornalista Herbert Moses, presidente da ABI e um dos primei- ros amigos de A.A. no país.

Nesse mesmo prédio, a ACM-Associação Cristã de Moços, cedeu ao A.A., a caixa postal nº 254, onde durante anos foram recebidas inúmeras cartas com pedidos de ajuda.

 

O PRIMEIRO  LIVRO

No início de 1948, Herb publicou na imprensa uma série de artigos sobre o alcoolismo. Como resultado dessa publicidade, um morador de Niterói pediu ajuda para seu irmão, o contabilista Ha rold W., neto de ingleses, nascido no Rio de Janeiro.  No dia 13 de março de 1948, logo de manhã, Herb foi visitar Harold na casa do irmão, onde morava de favor. O contabilista estendeu-lhe a mão direita, muito trêmula, enquanto, com a esquerda, segura- va um copo de cachaça.

Herb combinou que Harold tentaria parar de beber substituindo os goles de cachaça por água              da bica, até que o copo contivesse apenas água.

Em seguida, deveria traduzir para o português um  livreto que Herb entregou-lhe. Marcaram novo encontro para dali a quatro dias, na sede da Associação Brasileira de Imprensa (ABI).

Na data marcada, Harold bebeu de manhã o seu  último gole e, à tarde, entregou a Herb a tradução, ainda incompleta, daquele que seria conhecido como “Livro Branco”, devido à cor da sua capa, que continha a sigla “A.A.”, o título “Alcoólicos Anônimos” e o endereço “Caixa Postal 254 – Rio de Janeiro, Brasil”. Publicado sete meses depois, em outubro de 1948, foi a primeira literatura de A.A. do Brasil.

Em maio de 1949 Herb e Elizabeth retornaram aos EUA, com o fim do contrato. Deixaram um pequeno e sólido grupo de A.A., cuja coordenação passou para Antônio P., o primeiro brasileiro que se integrou à Irmandade, em 5 de setembro de 1947, sendo esse dia  considerado a data de nascimento de A.A. do Brasil.

 

O GRUPO CENTRAL DO BRASIL

No dia 19 de fevereiro de 1952 foi fundado o Grupo Central do Brasil, inicialmente num imóvel alugado   na Rua Marechal Floriano, transferindo-se depois para a Igreja de Sant’Anna, Praça XI, onde permanece até hoje. Foram diversas as contribuições do Grupo Central do Brasil. Dentre elas, o primeiro Boletim Nacional de Notícias de A.A., a criação da sacola da Sétima Tradição e a tradução, impressão e distribui ção gratuita de 34 títulos da literatura de A.A.

Em agosto de 1952, foi fundado o segundo grupo de A.A. do Brasil, em Friburgo, ainda na Área 01. Logo após surgiram grupos em Juiz de Fora e Belo Horizonte, em Minas Gerais, e em novembro de 1953, em Salvador na Bahia.

 

NAS ONDAS DO RÁDIO

Nos anos 50, radialistas de grande expressão divul garam A.A., com destaque para o médico Dr. Paulo  Roberto, campeão de audiência com os programas Obrigado Doutor!, Gente que Brilha e Nada além de 2 minutos, na Rádio Nacional, onde falava de alcoolis mo e da importância de Alcoólicos Anônimos.

Em 1961 o Grupo Central do Brasil recebe a companheira Dorothy N, uma das primeiras mulheres brasileiras em nossa Irmandade. Foi responsavel pela chegada de inumeras outras companheiras. Dedicou-se a criar Grupos de estudo da nossa literatura.O  apoio do teatrólogo e diplomata Paschoal Carlos Magno foi fundamental para a realização da 1ª Convenção Nacional de A.A. no Pen Club e Colégio Talmud Torak, de 30 de outubro a 2 de no vembro de 1965.

 

EXPANSÃO NACIONAL

A partir do início de Alcoólicos Anônimos na Área 01, nossa mensagem foi disseminada atra- vés de membros vendedores e representantes comerciais, que atravessavam o país anunciando suas mercadorias e abrindo grupos de A.A. em todas as regiões.

Na década de 80, o psicanalista Dr. Eduardo Mascarenhas, radicado no Rio de Janeiro, através de seus livros, artigos nos jornais e aparições na TV, divulgava com entusiasmo os Doze Passos de A.A., atraindo novos membros para a Irmandade. A novela Vale Tudo da Rede Globo, transmitida entre 1989 e 1990, atingiu enorme audiência e retratou o alcoolismo da personagem Heleninha Roitman (interpretada pela atriz Renata Sorrah) e sua recuperação através de A.A., contribuindo para o ingresso de muitas mulheres na Irmanda- de. Até hoje, aquela emissora, sempre como apoio do ESL-RJ e da Área 01, vem apresentando em suas novelas e casos especiais, personagens alco ólicos que obtiveram sucesso em sua recuperação com o programa de Alcoólicos Anônimos.

 

O CINQUENTENÁRIO            DE A.A. DO BRASIL

          Em 1997, a XIV Convenção Nacional de A.A. foi realizada no Rio de Janeiro, aproveitando-se     para comemorar os 50 anos de A.A. do Brasil. Os organi- zadores realizaram intenso trabalho de divulgação e relações públicas, obtendo grande exposição em rádios, jornais e TVs, além de autorização para uso de dois excelentes espaços para o encontro – Mara- canãzinho e Riocentro. Estima-se que entre 10.000 e 15.000 pessoas estiveram presentes.

            O  evento foi prestigiado com as presenças do Presidente da Junta de Custódios dos EUA/Canadá, dois representantes do Uruguai e uma Custódia não-alcoólica do Chile.

           Também estava presente, já de cabelos brancos, Harold W., um dos pioneiros de A.A. do Brasil.

 

ENFRENTANDO A PANDEMIA

   Em março de 2020, com o início da pandemia de Coronavírus, vieram as restrições     governamentais à circulação e aglomeração de pessoas e os grupos começaram a suspender suas atividades.

  Companheiros com maior intimidade com a Internet, tanto da Área 01, quanto do ESL-Sede, se      reuniram e adquiriu-se uma sala virtual na plata- forma Hot Conference. No dia 16 de março de 2020, a Área 01 abriu a primeira sala de reuniões à distância de A.A. do Brasil, com reuniões de recuperação  todos os dias às 10h, 19h30 e 22h.

Paralelamente, foi aberto um grupo de What sApp que funciona como Linha de Ajuda. Esse projeto teve no ESL um braço muito importante, pois companheiros atendiam 24h solicitações de informações e ajuda, através do siga-me do tele- fone do ESL.

Os interessados eram encaminhados para o gru- po de WhatsApp, onde, ainda hoje, são recepciona- dos por companheiros experientes que informam, trocam mensagens e experiências, motivando-os a entrarem nas reuniões online.

No início desses serviços, a imprensa nos pro- curava para saber como estávamos lidando com a pandemia e o nosso delegado encaminhava as solicitações à JUNAAB. Com isso tivemos matérias publicadas em veículos importantes como a Revista Veja, Folha/Uol, Rádio da UFMG e Band News. O jornal O Globo publicou uma reporta- gem sobre alcoolismo entre as mulheres, no ca- derno Ela.

Em 21 de junho, após 98 dias e aproximadamen- te 300 reuniões, os companheiros da coordenação da Área decidiram suspender as reuniões à dis- tância, mas permanecer com o grupo de WhatsApp nos mesmos moldes, ou seja, os interessados que procuram a linha de ajuda dos ESLs, são encami- nhados para esse grupo e ali companheiros passam informações sobre reuniões online que ocorrem nos  grupos da Área.

 

AINDA NO PRIMEIRO ANO DE PANDEMIA, REALIZAMOS EVENTO ONLINE EM COMEMORAÇÃO AOS 35 ANOS DA REVISTA VIVÊNCIA, COM TEMÁTICAS  SOBRE  A  HISTÓRIA E A CONSTRUÇÃO DA REVISTA SEMINÁRIO PARA PROFISSIONAIS

 

O primeiro seminário online para profissionais foi realizado no dia 3 de setembro, na Semana do CTO. Esse seminário foi organizado por todos os ESLs da Área 01. Uma nova metodologia foi esco- lhida com uma amiga de A.A. para apresentar e mediar o evento.

A Dra. Jaira Freixiela, Custódia Nacional “Classe A” - Presidente da Junta de Custódios (2014-2017), foi a apresentadora do seminário, que ainda teve falas de companheiros e palestras da Dra. Gabriela Henrique, Dr. Oscar Cox e Dra. Tania Viana da Fa- culdade de Medicina Souza Marques.

Os profissionais inscritos interagiram com per- guntas pelo chat, sendo o evento filmado para o ca- nal no Youtube do ESL-RJ, com todos os cuidados relacionados ao anonimato dos companheiros. O Evento teve a presença de 160 participantes na sala, e já está com mais 800 visualizações no canal.

Ainda no primeiro ano de pandemia, realiza- mos evento online em comemoração aos 35 anos da revista Vivência, com temáticas sobre a história e a construção da revista, palavra do Dr. Oscar Cox - Custódio Nacional “Classe A” - Presiden- te da Junta de Custódios (2007-2010), palestra da Dra. Tahis Vilela, psicóloga amiga de A.A., que foi entrevistada na Vivência número 180, e temá- ticas do delegado da Area 01 e de companheiros de Rondônia, Paraíba e do Rio de Janeiro sobre como chegaram ao A.A. por meio da Vivência. A revista número 189 publicou artigo sobre as ações da Área 01 durante a pandemia.

 

ASSEMBLEIA DE ÁREA À DISTÂNCIA

No dia 13 de dezembro de 2020 realizamos a primeira Assembleia de Área online, quando foram eleitos o MCA titular, a MCA suplente, os delegados titular e suplente, e homologou-se o nome da Dra. Gabriela Henrique, psicóloga amiga de A.A., para concorrer ao encargo de Custodia Nacional Classe A. Na 45ª Conferência de Serviços Gerais de A.A., realizada em dezembro/2021., a Dra. Gabriela foi eleita Custódia Nacional “Classe A” - Vice Presidente da Junta de Custódios (2022-2025).

A partir daí, outros eventos online e híbridos fo- ram realizados, e as atividades começaram a voltar paulatinamente ao formato presencial, como ocor- reu em todas as Interdistritais de 2022.

Hoje, a Área 01 possui dois Setores, sete ESLs, 31 distritos, 450 grupos presenciais e dezenas de reuniões online. 


Navegação Rápida